• Polícia 03/04/18 | 13:44:25
  • Seguem as buscas por Elisandro Otto pelo interior de Caçador
  • PM recebeu apoio do canil de Porto União e do helicóptero Águia
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Lucas Arigoni/Rádio Caçanjurê
  • Foto: Cleriton Freire

A Polícia Militar segue em busca de Elisandro Rivaldo Otto, foragido do Presídio Regional de Caçador. O detento trocou tiros com a guarnição da Polícia Militar na noite desta segunda-feira, 2, na Linha Rio Bugre, e se embrenhou na mata. A procura conta com o apoio do canil dos Bombeiros Voluntários de Caçador, do canil da PM de Porto União e do helicóptero Águia, de Lages.

A primeira tentativa de abordagem aconteceu ao lado da casa da mãe dele. O foragido é considerado perigoso. "É uma questão de tempo para recapturarmos esse detento", comentou o capitão Dias, que coordena as buscas.

A reportagem da Rádio Caçanjurê esteve na Linha Rio Bugre, na manhã desta terça-feira, e conversou com Marli Pires Alves, mãe de Elisandro. Ela relatou que não viu o fugitivo e salientou que se pudesse falar com ele pediria para que ele se entregasse.

Elisandro Rivaldo Otto foi indiciado por latrocínio de um idoso na Linha Adolfo Konder, crime ocorrido em novembro de 2016. A vítima levou pelo menos três tiros de espingarda e morreu no local. Elisandro estava preso desde dezembro de 2016. Qualquer informação deve ser repassada ao telefone 190.

comentários