• Polícia 03/09/17 | 11:50:26
  • Santa Catarina registra terceira noite de atentados
  • Criminosos jogaram um explosivo no pátio da Deap, em Palhoça
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: dc.clicrbs.com.br
  • Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

Santa Catarina passou pela terceira noite consecutiva com registros de ataques à segurança pública. Foram registrados um confronto entre criminosos e policiais, prédios públicos foram alvo de disparos e um artefato explosivo foi arremessado no pátio do Departamento de Administração Prisional (Deap), de Palhoça. Com essas ocorrências, são pelo menos 25 ataques desde o início na noite de quinta-feira, 31. A cidade com maior número de ocorrências é Criciúma, no Sul de SC, com oito registros.

Durante a madrugada deste domingo, uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em um confronto na Vila União, comunidade do bairro Vargem do Bom Jesus, em Florianópolis. Entre os feridos está um policial, que foi atingido no pé, mas passa bem.

O posto da Polícia Militar de Colônia Santana, em São José, foi atacado na madrugada deste domingo. A unidade da rua Engelbero Koerich foi alvo de seis disparos, que acertaram os vidros e a parede do prédio. Vizinha do posto policial, a moradora Mari Fraga, 57 anos, foi acordada pelo barulho dos disparos, por volta das 3h.

- Eu fiz a besteira de botar a cabeça pra fora da janela, imagina se acertam minha casa - conta, ainda nervosa.

A Polícia Militar está buscando as imagens da câmera de segurança da rua onde fica o posto. No final da manhã, peritos do IGP foram até o local. Também na madrugada, o Instituto Geral de Perícias (IGP), no bairro Itacorubi, em Florianópolis, foi alvo de tiros.

Pela manhã, criminosos jogaram um artefato explosivo no Departamento de Administração Prisional (Deap), de Palhoça, e uma viatura foi danificada. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) confirmou que outro artefato explosivo foi arremessado contra a sede do Deap no início da manhã deste domingo, 3, por volta das 6h30.

No começo da tarde de sábado, um artefato já havia sido localizado no Deap e teve que ser detonado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Desta vez, o artefato explodiu no pátio do Departamento, mas não causou grandes danos ao patrimônio. Apenas uma viatura sofreu pequenas avarias e ninguém ficou ferido. Equipes especializadas da PM e do IGP estiveram no local, todo material será encaminhado para investigação.

Confira os atentados registrado entre quinta e domingo em 13 cidades:

Data: 3 de setembro, 6h30min
Cidade: Palhoça
Ocorrência: Na manhã deste domingo, criminosos jogaram um explosivo no pátio do Departamento de Administração Prisional (Deap), em Palhoça. O artefato causou danos materiais na guarita e no vidro de uma viatura, ninguém foi detido.

Data: 3 de setembro, sem registro do horário
Cidade: São José
Ocorrência: Seis tiros foram disparados contra a base da Polícia Militar no bairro Colônia Santana, em São José. Ninguém ficou ferido.

Data: 3 de setembro, 2h
Cidade: Florianópolis (Itacorubi)
Ocorrência: Registro de tiros no Instituto Geral de Perícia no bairro Itacorubi, em Florianópolis. Não houve feridos.

Data: 3 de setembro, 2h
Cidade: Florianópolis (Vargem do Bom Jesus)
Ocorrência: Dois indivíduos entraram em confronto com a Polícia Militar na Vila União, comunidade do bairro Vargem do Bom Jesus, em Florianópolis. Um homem morreu no local e outro foi encaminhado para o Hospital Celso Ramos. Um PM foi atingido no pé, mas passa bem.

Data: 2 de setembro, 20h
Cidade: Balneário Piçarras
Ocorrência: Criminosos jogaram um coquetel molotov na base da PM do Bairro Itacolomi, mas o artefato atingiu a vegetação próxima dali.

Data: 2 de setembro, 16h30min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Bandidos colocam fogo em carro e em parte do Centro de Zoonoses de Criciúma, no Bairro Renascer.

Data: 2 de setembro, 13h
Cidade: Palhoça
Ocorrência: Bope detona artefato explosivo encontrado no pátio do Departamento de Administração Prisional (Deap) do Estado, nas proximidades da BR-101.

Data: 1 de setembro, às 22h
Cidade: Criciúma
Ocorrência: A casa de um policial militar foi alvejada por quatro tiros e incendiada no bairro São Sebastião. O fogo foi controlado rapidamente. Ninguém se feriu.

Data: 1 de setembro, às 19h
Cidade: Criciúma
Ocorrência: A Polícia Militar foi averiguar uma barricada feita na Ponte Silvino Rovares, no Bairro Paraíso. Durante a liberação do local, houve troca de tiros entre policiais e criminosos. Ninguém ficou ferido ou foi detido.

Data: 1 de setembro, às 19h
Cidade: Itajaí
Ocorrência: Ônibus escolar foi incendiado no Centro. Homens encapuzados teriam parado o veículo em frente à Univali e expulsaram alunos.

Data: 1 de setembro, às 11h
Cidade: Criciúma
Ocorrência: A 2ª Delegacia de Polícia Civil de Criciúma, no Bairro Santa Augusta, foi alvejada com cinco tiros no final da manhã. Quatro disparos atingiram a fachada do prédio e um perfurou a vidraça. Como não havia expediente no local, ninguém ficou ferido.

Data: 1 de setembro, às 4h30min
Cidade: Navegantes
Ocorrência: Um carro foi incendiado no bairro São Domingos. O veículo Nissan Tiida estava estacionado na rua. Testemunhas disseram ter visto um homem sair correndo no momento em que começaram as chamas. Incêndio foi controlado pela polícia.

Data: 1 de setembro, às 4h30min
Cidade: Camboriú
Ocorrência: Dois homens em uma moto renderam o vigilante da secretaria de obras da prefeitura. Eles abriram o tanque de um carro, quebraram o vidro e atearam fogo no veículo.

Data: 1 de setembro, às 2h10min
Cidade: Balneário Gaivota
Ocorrência: Base da PM foi incendiada.

Data: 1 de setembro, às 0h29min
Cidade: Balneário Arroio do Silva
Ocorrência: Criminosos atiraram contra uma delegacia.

Data: 1 de setembro, às 0h26min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Dois homens atearam fogo na prefeitura. Eles quebraram uma janela e invadiram o local. O vigia conteve o fogo, mas uma das salas ficou destruída.

Data: 1 de setembro, às 0h20min
Cidade: Florianópolis (bairro Monte Verde)
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta atiraram contra uma base da PM. Foram aproximadamente oito tiros de calibre 380.

Data: 1 de setembro, às 0h10min
Cidade: Florianópolis
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta fizeram 10 disparos de pistola 9mm contra a guarita da PM na rodovia Virgílio Várzea, na entrada dos fundos do Centro Administrativo do Governo do Estado. O único policial que estava no local não foi atingido.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Palhoça
Ocorrência: Um motociclista efetuou disparos de arma de fogo contra um sargento da PM. Um dos tiros acertou uma vidraça. O policial não ficou ferido.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Balneário Rincão
Ocorrência: Dois homens em uma motocicleta arremessaram um artefato em uma base da PM. As chamas foram contidas pelos moradores.

Data: 31 de agosto, 23h40min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Ponte de madeira que liga os bairros Meller e São Francisco foi incendiada. O local foi interditado pelos bombeiros.

Data: 31 de agosto, às 21h40min
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Pneus foram incendiados em via pública.

Data: 31 de agosto de 2017, às 21h30min
Cidade: Balneário Camboriú
Ocorrência: Coquetel motolov foi arremessado no prédio do Instituto Geral de Perícias.

Data: 31 de agosto, às 19h
Cidade: Criciúma
Ocorrência: Viatura que estava em uma oficina terceirizada foi incendiada.

Data: 31 de agosto, às 18h30min
Cidade: Joinville
Ocorrência: Policial militar foi ameaçado com arma de fogo por dois homens que passaram em frente a sua residência.

comentários