• Geral 06/12/17 | 10:03:02
  • Previsão orçamentária para 2018 ultrapassa os R$ 200 milhões
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Ass. Imprensa Câmara de Vereadores de Caçador
  • Foto: Ass. Imprensa Câmara de Vereadores de Caçador

O Município de Caçador deverá ter uma receita de R$ 202 milhões para o próximo ano. Esta é a previsão exposta em Audiência Pública realizada na noite desta terça-feira (5), na Câmara de Vereadores, durante a apresentação do Projeto de Lei n° 027/2017, que versa sobre a Lei Orçamentária Anual (LOA 2018).

De acordo com os dados apresentados pela equipe contábil da Prefeitura, o valor previsto é quase R$ 20 milhões a mais do que a previsão do ano passado.

Deste montante, cerca de R$ 40 milhões deverão ser investidos na Saúde e outros 51 milhões na Educação. Já a Infraestrutura deverá receber o total de R$ 19,3 milhões, sendo outros R$ 8,2 milhões para a Agricultura e R$ 29,8 milhões para o Instituto de Previdência (IPASC).

O Esporte e Cultura deverão receber, juntos, quase R$ 3 milhões em investimentos, e a Assistência social outros R$ 6,3 milhões.  Há previsões de investimentos também para outros setores da Municipalidade, além do repasse anual para o Poder Legislativo.

A Audiência Pública foi comandada pela Presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Contas do Município, Vereadora Sirley Ceccatto, ao lado do membro da Comissão, Neri Vezaro. A mesa dos trabalhos contou ainda com a presença da Vereadora Cleony Figur e da Secretária-adjunta da Fazenda, Claudete Leidens.

A apresentação dos números ficou a cargo dos contadores da Prefeitura Sérgio Inhaia e Rafael Garcia Guilardi.

Sirley explica que a Lei Orçamentária autoriza o Executivo a gastar os recursos arrecadados para manter a administração, pagar os credores e fazer investimentos. “A LOA materializa as diretrizes do direcionamento de gastos e despesas do governo, indicando qual será o orçamento público disponível para o próximo ano. A quantidade e a qualidade dos gastos e investimentos indicam qual o nível de prioridade em investir naquela área para que o plano de governo alcance os resultados esperado”, explica, informando ainda que o Projeto de Lei nº 027/2017, que estima a Receita e fixa a Despesa para o Exercício de 2018 será votado nas sessões dos dias 11 e 12 de dezembro.

 

 

comentários