• Geral 05/05/17 | 15:37:04
  • Campanha da Celesc alerta sobre riscos de arvores próximas a rede
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Jonathan Ribeiro/Rádio Caçanjurê
  • Foto: Divulgação

Cerca de 40% dos acidentes de queda de energia elétrica em Santa Catarina é causado por queda de árvores, galhos ou cascas sobre a rede elétrica. Para reduzir este percentual e conscientizar a população, a Celesc lançou uma campanha com foco em ações preventivas de segurança.

As cidades que mais sofrem com a vegetação na rede elétrica são; Mafra, Tubarão, Rio do Sul, Blumenau, Florianópolis e Jaraguá do Sul. A situação se agrava nas regiões de Rio do Sul, Lages, Chapecó e Concórdia onde há uma presença muito forte de reflorestamento de pinus.

Manoel Arizoni, chefe da regional da Celesc em Rio do Sul comentou que Santa Catarina é caracterizado por duas situações, a primeira é planalto e serra e depois a questão das árvores de reflorestamento e principalmente árvores exóticas.

"Algumas regiões é pinus e outra eucalipto, o que nos gera um prejuízo maior ainda, por ter pouca raiz e crescer muito rápido. No litoral são as árvores plantadas nas ruas, porém tem um tratamento diferenciado", explica.

Ele disse ainda que na região onde tem árvores exóticas, a orientação é deixar uma faixa de 20 metros de cada lado da rede elétrica e usar este espaço com produção de árvores que não comprometam a rede, exemplo a erva-mate.
Já no litoral com as árvores nas ruas, a orientação é fazer a poda constante dos galhos.

comentários