• Esporte 11/08/17 | 17:18:59
  • “Fomos muito bem recebidos, por isso eu voltei”, afirma Jorge Barcellos
  • Treinador falou sobre a montagem do elenco para as próximas competições
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Lucas Arigoni/Rádio Caçanjurê
  • Foto: Lucas Arigoni/Rádio Caçanjurê

O programa Antena Esportiva, da Rádio Caçanjurê, recebeu nesta quinta-feira, 10, a presença do treinador do Kindermann Jorge Barcellos. O comandante falou sobre o retorno à Caçador e também sobre o planejamento do Kindermann para as próximas competições, que incluem o Campeonato Catarinense e os Jogos Abertos de Santa Catarina.

O medalhista olímpico com a seleção brasileira em 2008 assumiu no início do ano a missão de remontar o Kindermann, que retornava ao futebol feminino após um período de ausência. Depois de uma boa campanha, Jorge recebeu algumas sondagens, mas optou por dar prosseguimento ao trabalho em Caçador. "Nós fomos muito bem recebidos aqui. No começo foi difícil fazer esse recomeço, iniciar do zero, mas agora nós já temos uma cara de equipe e isso é muito importante para pensarmos em título no ano que vem. Ficou um sentimento muito bom aqui, por isso eu voltei", afirmou o treinador.

Com um início complicado no Campeonato Brasileiro a equipe caçadorense foi evoluindo a cada partida, conseguindo chegar até as quartas de final da competição, sendo eliminado pelo Rio Preto, em um jogo marcado de polêmica, com um gol legal do Kindermann sendo anulado na primeira partida.

Para Jorge o trabalho feito com a equipe merece ser valorizado. "Sabíamos que até a quarta, quinta rodada seria complicado, porque foram meninas que vieram de todos os cantos do Brasil, mas nós sabíamos também que com o tempo o nosso trabalho iria surtir efeito. Apesar de não chegarmos até a final temos que valorizar isso, remontamos a equipe e fizemos grandes jogos no Brasileiro", destacou Jorge.

Com o término da competição, muitas atletas já deixaram a equipe, como é o caso de Duda e Zizi, que foram para o futebol de Israel, Crivelari, que rumou para a China, e outras também podem sair, como Júlia Bianchi, que tem proposta do futebol espanhol. "Já estamos fazendo o planejamento, a estrutura do clube nós já temos, agora vamos dar oportunidade para as meninas que não tiveram muitos jogos no Brasileiro e buscar também monitorar as atletas experientes para trazer em um momento oportuno", finalizou o técnico.

O Kindermann estreia no Campeonato Catarinense de Futebol Feminino contra a equipe do Fluminense, de Joinville, fora de casa, no dia 3 de setembro. Também participam da competição o Napoli, de Caçador, e a equipe do Araranguá. A Chapecoense acabou desistindo da competição. O Kindermann é o atual octacampeão estadual.

Confira a entrevista

Forma de disputa do Catarinense

O Catarinense Feminino será disputado em até três fases: turno, returno e finais. Nas duas primeiras fases, turno e returno, as equipes se enfrentarão no sistema de pontos corridos. O campeão de cada fase fará a final. Caso a mesma equipe conquiste as duas fases, ela será declarada campeã estadual.

Neste ano a competição dará uma vaga para o Campeonato Brasileiro Feminino A-2 em 2018. Caso o Kindermann, que participa do Campeonato Brasileiro Feminino A-1, seja campeão a equipe com melhor índice técnico será designada para participar da competição nacional.

comentários