• Educação 13/03/18 | 15:41:11
  • Reitor da UNIARP repassa informações sobre curso de medicina
  • Entrevista abordou preço das mensalidades e estrutura da instituição
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Lucas Arigoni/Rádio Caçanjurê
  • Foto: Angela Cardoso

O curso de medicina deverá iniciar em julho deste ano, com 80 vagas disponíveis. A informação foi repassada pelo reitor da Universidade do Alto Vale do Rio Peixe (UNIARP), Anderson Antônio Mattos Martins, durante o programa Boa Tarde Cidadão, da Rádio Caçanjurê. Durante a conversa, o reitor repassou ainda informações sobre o preço das mensalidades, a estrutura da instituição e o corpo docente.

A UNIARP vai ofertar o curso de Medicina em regime integral diurno, com duração de seis anos (12 semestres). Serão dois anos compondo o primeiro ciclo de aprendizagem (integrando conhecimentos básicos aos aplicados e aos cenários de práticas relevantes, dando ênfase aos conhecimentos básicos), dois anos no segundo ciclo de aprendizagem (ênfase nos conhecimentos aplicados), e dois anos no terceiro ciclo de aprendizagem na modalidade Internato Médico.

Processo de seleção

O processo de seleção será feito em dois momentos, com vestibular próprio fazendo uso do (Enem) e com o vestibular da ACAFE. "A ideia é que seja disponibilizadas 40 vagas em cada processo, com a perspectiva de contarmos com 80 vagas preenchidas pelos acadêmicos", comentou o reitor.

Corpo Docente

Sobre o corpo docente de profissionais, o reitor Anderson Martins afirmou que atualmente o curso já conta com o Núcleo Docente Estruturante (DCE) e que outros educadores estarão vindos lecionar as aulas. "Nós temos um corpo docente bastante qualificado com os demais cursos da área da saúde que estarão auxiliando nas matérias básicas, mas nós também temos uma parceria com o Hospital Maicé e outros professores que virão de Curitiba e Florianópolis para compor o corpo docente", detalhou durante a entrevista.

Estrutura

Com relação à estrutura, alguns espaços serão adequados e dois laboratórios estão em fase de conclusão. "Temos as duas clínicas médicas para o primeiro ano que estarmos finalizando e outro laboratório que se faz necessário. Além desses temos outros como o de anatomia e fisiologia que simplesmente teremos que fazer algumas adaptações", relatou Anderson.

Para auxiliar nos trabalhos dos futuros acadêmicos, a Universidade está o trabalho com bonecos de pele sintética, que são importados e utilizados em grandes centros. "Nós pretendemos ter um curso de qualidade incontestável aqui em Caçador", finalizou o reitor.

Mensalidade

Segundo o reitor, o valor da mensalidade ainda está sendo definida. "A princípio o valor deve ficar entre R$ 6 mil à R$ 7 mil, mas a UNIARP conta com filantropia, hoje nós temos mais de mil bolsas 100% e medicina vai fazer parte desse escopo. Além disso temos bolsas do artigo 170, Educa Mais Brasil e uma série de benefícios que os alunos podem ter para cursar medicina em Caçador", comentou Anderson.

Parcerias e melhorias para a região

O curso de Medicina envolve a parceria da UNIARP por meio de convênios com os municípios de Caçador, Porto União, Santa Cecília, Videira, Fraiburgo e Lebon Régis. "Eu acredito que o curso de medicina vai trazer melhorias para a região toda. É um desenvolvimento muito grande. Uma das principais qualidades da UNIARP é evitar o êxodo do conhecimento, ou seja, muitos que tinham condições saiam para estudar e acabavam não retornando, mas com a Universidade ela faz com as pessoas fiquem aqui e o conhecimento também fique", relatou o reitor Anderson Martins.

comentários